quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Ontem eu estava com a fome do Urso!!!

Gente, é sério, não sei se acontece com vocês, mas comigo acontece algo bem estranho, tem dias, que nada do que eu como me satisfaz, um verdadeiro “vazio” se instala dentro de mim, um vazio que eu chamo de fome, mas que pode ter muito a ver com emocional também, claro.
Minha mãe costumava brincar que eu tinha um “devorador” dentro de mim, e eu estou começando a acreditar que tenho mesmo!! Rsrsrs
Enfim... ontem à tarde eu estava desesperada por qualquer coisa gordurosa e com muuuuitas calorias. Trabalhei a tarde inteira inquieta, comi uma barrinha de cereal que tem chocolate pra ver se acalmava o infeliz e ... nada!!! Foi uma tarde inquietante mas... bravamente consegui vencer o quase desespero, acho que é abstinência rsrsrs.
Eu sei que agora na fase da manutenção do meu peso, e na continuidade da minha reeducação alimentar, eu posso abrir algumas exceções, o problema é que eu não sei (ainda) lidar com quantidade, se eu começo a comer coisas muito calóricas e que me tiram do prumo eu não sei comer um tiquinho só, ou uma coisa só, eu vou adiante o dia inteiro fazendo besteira, enquanto eu não souber lidar com isso, tenho que segurar a minha onda, nem sempre eu consigo mas ontem.... EU CONSEGUI!!!
Como tinha que comprar o presente de aniversário da minha mãe, e estava com fome, comi um kiwi (zero ponto no Vigilantes) e fui pro Shopping Iguatemi, chiquéééérrimo (só porque é o mais perto do meu serviço rs) e me senti tão bem, eu toda magra, passeando pelo Iguatemi, um luxo! rsrs Comprei o presente, liguei pro marido e fui embora! Toda pimpona! Cheguei em casa jantei minha sopinha, que eu mesma havia feito no dia anterior, e dormi feliz da vida, orgulhosa demais de mim.
Este sentimento de orgulho é o sentimento que eu tenho que carregar e lembrar toda vez que eu sentir a tal "fome"... aquela do começo do post rsrsrs.
Fica de incentivo para as minhas amigas blogueiras que estão reeducando seus hábitos alimentares. Os dias não são iguais, nossas emoções, também não, e nosso organismo não é estático, não é uma maquininha que tem que funcionar todo dia igual, mas, temos que aprender a dominar nosso corpo, nossa mente, nossas emoções, não pode ser o contrário, nós é que temos que estar no controle, sempre!
Beijos.


2 comentários:

Silvia Gonçalves disse...

rs...

Ai.. Ai.. Ai...

Rs...

Enfim, as vezes eu também passo por isto, mas eu raramente me controlo... está sendo muito difícil pra mim continuar comendo do jeito que sempre gostei...

Mas.... as vezes eu consigo, principalmente quando estou em casa que sei que se passar mal, não farei ninguém desconhecido ter que ficar cuidando de mim....

Por via das dúvidas, queria te perguntar uma coisinha?? A sra. também tem ido ao médico?? Depois que fiquei com a linda gastrite, percebi que as vezes fico com algo parecido com fome, mas que na verdade não é.. a suporta fome começa e depois se transforma em dor, azia ou náusea...

É terrível...

Bem, de qualquer forma, está ai a dica... aliás, estou falando para todo mundo que eu conheço irem ao médico.. temos que fazer os exames direitinho para descobrir qualquer problema agora...

Queremos que não, mas...

Taí a dica!!

;)

Bjinhos e fica com Deus!!

Veri VFF disse...

Putz! Eu chamo esse vazio de ansiedade. Tenho sorte de não ter tendência a ganhar peso, pq enqto a sensação de vazio não passa, eu não paro de comer! rs... Tem dias q vou dormir "com fome"... ai acabo acordando no meio da noite e fazendo um chá de melissa (vale camomila tb, mas a melissa é mais forte)... e aí o "vazio" passa...rs

Bjo